Jogador de Rocket League encontra nova mecânica três anos após lançamento do jogo

Técnica faz com que jogadores consigam preservarem salto por mais de 1,5 segundos depois de saírem solo

Por Ricardo Peroto 22 de agosto de 2018 às 12h13 pm Atualizado há 2 anos atrás
Jogador de Rocket League encontra nova mecânica três anos após lançamento do jogo

Rocket League está disponível para Windows, PS4, Xbox One, macOS, Linux, e Switch (Imagem: Rocket League)

Desde que foi lançado em julho de 2015, Rocket League não passou por grandes atualizações que modificaram a sua física, mecânica e estilo de jogo. Dessa forma, os jogadores, procuram a todo custo criar novas maneiras de melhorar a sua performance e jogabilidade.

A mais nova técnica está sendo chamada de “ground reset” pela comunidade, pelo menos por enquanto. Mas, para explicar como a nova mecânica funciona precisamos entender primeiro o sistema de saltos em Rocket League.

No jogo, você pode tem dois saltos toda vez que seu carro sai do chão ou toca qualquer superfície com as quatro rodas. O primeiro salto te leva para cima, e em seguida, você tem aproximadamente 1,5 segundos para usar o segundo pulo. Se você não usá-lo, ele se vai até que você pouse em outra superfície.

Por muito tempo os jogadores de Rocket League trabalharam em maneiras para explorar quando e como eles deviam usar estes dois saltos de maneira eficiente. Existem duas técnicas já desenvolvidas mais conhecidas e usadas.

A primeira usa o teto como base, uma vez que cair dele significa que o primeiro salto não foi usado. Isso leva os jogadores a preservarem o primeiro salto pelo tempo que quiserem até que possam usá-lo para acertar a bola e tentar marcar o gol de surpresa. Esta técnica foi amplamente usada por uma grande parte dos jogadores de Rocket League profissionais no ano passado e continua se expandindo aos jogadores mais casuais.

A segunda, e um tanto mais difícil, usa a técnica de reset tocando as quatro rodas do carro na bola enquanto ambos estão ar, fazendo com que o jogador tenha disponível mais um salto. Esta técnica requer um nível de habilidade e cautela muito grande, já que é muito difícil controlar a velocidade e o tempo do carro durante o voo.

A nova técnica, quando feita corretamente, faz com que o jogador tenha um movimento que não esteja em um temporizador porque as quatro rodas pousam por apenas uma fração de segundo no chão antes de decolar. Para fazer a técnica, é necessário fazer uma ondulação para frente e começar a soltar o turbo que servirá apenas para fazer com que as quatro rodas toquem o chão rapidamente. O vídeo abaixo é de “Helvetia“, que é o inventor dessa técnica e pode te dar uma ideia mais clara de como realizar o movimento.


A desvantagem é que se gasta muito boost para conseguir o impulsionamento até que o carro consiga atingir uma boa altura do solo. Mas, apesar disso esta já é uma terceira maneira de se guardar o pulo para surpreender o time adversário.

De qualquer maneira, é bom ver que as pessoas continuam trabalhando em encontrar técnicas para manipular a física de Rocket League.

Comentários