PUBG é indicado ao prêmio de Jogo do Ano, porém seu criador diz que o game não deveria ganhar

Brendan “PlayerUnknown” Greene acredita que outros jogos merecem vencer o prêmio de GOTY mais do que o criado por ele.

Por Guilherme Peroto 16 de novembro de 2017 às 18h35 pm Atualizado há 2 anos atrás
PUBG é indicado ao prêmio de Jogo do Ano, porém seu criador diz que o game não deveria ganhar

Brendan "PlayerUnknown" Greene criador de PUBG (Imagem: Reprodução)

Nesta semana foi revelado os indicados ao The Game Awards, e uma das grandes surpresas na categoria GOTY (Game of The Year) é PlayerUnknown’s Battlegrounds, que irá disputar o prêmio contra The Legend of Zelda: Breath of the Wild, Horizon: Zero Dawn, Mario Odyssey e Persona. O jogo que é um dos grandes fenômenos da atualidade, vem quebrando recordes e faturando prêmios, como o título de melhor novo jogo de eSports do ano no Esports Industry Awards.

Mesmo assim, o criador do game Brendan “PlayerUnknown” Greene parece não estar muito afim de continuar vencendo, e declarou ao site IGN que PUBG não deveria ganhar o GOTY. Brendan comentou que se por acaso vencesse o prêmio, isso serviria como um grande incentivo para o time de desenvolvedores da Bluehole, mas ressaltou que existem títulos melhores que merecem vencer a estatueta.

“Eu adoraria ganhar pelo time, mas acho que esse ano possui games muito melhores”, comentou o desenvolvedor, que classificou The Legend of Zelda: Breath of the Wild e Horizon: Zero Dawn como “obras-primas do games no design e storytelling”.

PUBG que está desde março em Early Acces – versão em que o jogo recebe jogadores mesmo sem estar pronto – deve receber sua atualização para a versão final em dezembro. Acontece também no mês que vem o lançamento do game para Xbox One, porém ele ainda fará parte do programa Xbox Preview, sendo assim ainda não é a versão final do jogo. Um problema que os desenvolvedores vem tentando resolver, são os hackers que estão dominando os servidores – mais de 700 mil contas já foram banidas.

Comentários