Cocriador de Counter-Strike é preso por exploração sexual de menor

Após conhecimento dos fatos, em nota enviada para o site Kotatu, a Valve suspendeu o emprego de Cliffe está até que tudo esteja esclarecido

Por Ricardo Peroto 2 de fevereiro de 2018 às 12h49 pm Atualizado há 3 anos atrás
Cocriador de Counter-Strike é preso por exploração sexual de menor

Cliffe em entrevista, no ano de 2005 para o The Gathering (Foto: Youtube)

Jess Cliffe, cocriador de um dos jogos de FPS mais populares do mundo, Counter-Strike, foi preso pela polícia de Seatlle nos Estados Unidos na manhã desta sexta-feira (02) após acusações sobre exploração sexual de menor.

As notícias locais, no site KIRO 7, informam que ele não pôde recorrer a fiança e foi detido às 1:17 da manhã na prisão de King County Jail. Cliffe não tinha antecedentes criminais. A polícia não deu mais detalhes imediatos sobre a prisão, mas de acordo com uma fonte de um Procurador do Condado de King, tais acusações “normalmente indicam” pornografia infantil.

Nota de prisão de Cliffe. (Imagem: Kotaku)

Após conhecimento dos fatos, em nota enviada para o site Kotatu, a Valve suspendeu o emprego de Cliff está até que tudo esteja esclarecido.

Ainda estamos esperando detalhes do que realmente aconteceu. Os relatórios sugerem que ele foi preso por uma ofensa criminal. Como tal, suspendemos seu emprego até sabermos mais.

O desenvolvedor de jogos de 36 anos foi contratado pela Valve pouco depois que ele e Minh Le começaram a trabalhar em um mod baseado no jogo Half-Life, em 1999. O jogo tornou-se rapidamente popular, baseado em equipes, confrontos online e com táticas de equipe e militares. A Valve formalmente lançou as alterações de Cliff com Minh através do nome: Counter- Strike como um jogo independente no ano 2000. Há quase 20 anos, a série de jogos está entre as mais populares no gênero de FPS.

A voz de Cliffe pode ser ouvida nas frases icônicas em “Terrorists wins” e “The bomb has been planted”.

Comentários